Sobre eu e o meu lixo

POSTADO POR: admin ter, 02 de junho de 2015

O contêiner da rua está sempre cheio, porque todos os moradores dos arredores usam essa porra.

Há todo tipo de coisa lá dentro.
Acho que o lixo de uma pessoa pode falar muito a respeito dela.
E o meu lixo é composto basicamente por latas de cerveja, algumas embalagens de comida congelada, que me transformam em alguém muito melhor, por consumir tal produto, e muitos maços de cigarro amassados, como a minha cara.
Eu sei, vou morrer, mas isso eu já aceitei, o que me incomoda mesmo, é muito maior.
Porque o lixo é algo que fala com a gente.
Só que nem todos prestam atenção nele.
O ser humano vive em fuga.
Gosta do que é bonito, do que cheira bem.
Somos hipócritas por natureza.
E temos a esperança de que a verdade sobre nós mesmos não nos leve pra dentro de um sanatório.
E isso faz sentido.
Ao menos pra minha pessoa.
Não pense que sou um sabichão, porque na verdade, eu me pareço com meu lixo, e sinto como se houvesse um contêiner abarrotado dentro de mim, prestes a explodir.
E eu, que presto atenção em meus desejos e sentimentos, notei que toda a dor e toda a amargura que sinto se convertem em duas coisas, textos e muito lixo.
Em poucas horas o caos se estabelece, porque eu tenho muito a beber, a comer, a fumar, a chorar e a me descabelar.
Acho que o meu lixo é proporcional ao número de laudas que consigo datilografar.
E sempre que levo o meu lixo até o contêiner, que fica do outro lado da rua, costumo encontrar pessoas lá dentro.
Gente que pega as minhas latas de cerveja, gente que leva a embalagem maravilhosa daquela comida congelada magnífica, que me transforma em um ser humano muito melhor, pelo simples fato de tê-la consumido, e gente que ajunta os meus maços de cigarro.
Sim, eu sou perfeito, e como todo ser humano perfeito, eu cheiro bem.
E depois de jogar o meu lixo aos pés de quem está lá dentro do contêiner, eu posso virar as costas e voltar pra minha casa, pra mais uma vez pensar em tudo que me falta, e me esquecer de tudo que tenho.
Só que dessa vez, chovia e fazia zero grau, e quando cheguei diante do contêiner, vi aquele garoto que cheirava como espírito adolescente, e que estava lá dentro, a catar tudo que eu produzi com a ajuda dos meus demônios e meus problemas, tantas vezes fúteis, e não deu pra virar as costas e voltar pra casa.
Eu saltei lá pra dentro e o abracei.
Ele não me disse nada, mas notei que havia uma lágrima em seu olho.
Eu fiquei feliz por ele, que carregava lágrimas em seu interior, e não lixo, como eu.
E por isso, passei a ajudá-lo a encher a sua carroça.
E no momento em que ele partiu me acenando com um sorriso grato, eu fechei a tampa do contêiner e sentei lá dentro, por entre o lixo.
Eu me sentia triste e precisava saber mais a respeito de mim mesmo, e quem sabe, pudesse compreender um pouco mais sobre tantas coisas que ainda não entendo, e que aparentemente, cheiram muito bem.
Não, eu não mandei aquele garoto pra dentro do contêiner, mas eu virei minhas costas a ele e voltei pra minha casa infinitas vezes, com todo o lixo que me cabe, e que até hoje não sei ao certo, como me livrar dele.

COMENTÁRIOS




OBS. O campo de e-mail é de preenchimento obrigatórios, mas uma vez preenchidos não será mostrado na mensagem. Já o campo de nome é obrigatório, mas pode ser preenchido com um pseudônimo.

6 Pessoas já Comentaram

  1. Today, I went to the beach front with my kids.
    I found a sea shell and gave it to my 4 year old daughter and said “You can hear the ocean if you put this to your ear.” She
    placed the shell to her ear and screamed. There was a hermit
    crab inside and it pinched her ear. She never wants to go back!
    LoL I know this is totally off topic but I had to tell someone!

  2. It’s a pity you don’t have a donate button! I’d certainly donate to this excellent blog!
    I guess for now i’ll settle for bookmarking and adding your RSS feed to
    my Google account. I look forward to brand new updates and will
    share this website with my Facebook group. Talk soon!

  3. As the admin of this website is working, no uncertainty very
    rapidly it will be famous, due to its feature contents.

  4. Usually I do not read post on blogs, however I would like to
    say that this write-up very forced me to check out and do it!
    Your writing style has been surprised me. Thank you, very great post.

  5. Hello there, I discovered your site by way of Google whilst looking for a related matter, your site came up, it looks good. I’ve bookmarked it in my google bookmarks.

  6. tinyurl.com disse:

    Thanks for another excellent article. Where else may anybody get that type of information in such a perfect method of writing?

    I’ve a presentation subsequent week, and I’m on the search
    for such information.