A Defensora da Causa Gay

POSTADO POR: admin ter, 09 de setembro de 2014

Até onde me lembro, Gabriela sempre foi uma participante ativista pela causa gay. Frequentou baladas GLBT e nunca faltou à uma passeata sequer na Avenida Paulista, as vezes até viajando para participar da edição carioca na praia de Copacabana. Ela se gaba de ter todo tipo de amigos, mas é notório que 90% deles são gays. A única variação que possuem são suas subcategorias divididas entre lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais e similares, mas o importante é que Gaby sempre abraçou todos sem descriminação alguma, a ponto dos outros 10% de amigos questionarem a sua própria sexualidade. “Mas, nãooooooooo!” ela logo explica que isso não tem nada a ver, e ela continua gostando de homem. Mesmo já tendo beijado algumas amiguinhas às escondidas.

Arrumou um baita problema na família quando ajudou o primo mais novo a se assumir. O tio nunca mais olhou na sua cara, a tia possui um ódio profundo pela sobrinha, mas ela diz que sente que tudo isso vale a pena quando encontra seu primo Rafinha e acompanha sua incrível transformação em uma linda mocinha, sua adorada prima Rafaella. Que, aliás, da última vez que fiquei sabendo, estava com a operação de mudança de sexo marcada na Tailândia.
Orgulho mesmo ela tem do seu último relacionamento, em que conseguiu tirar o próprio namorado do ‘armário’. Foi um trabalho difícil, mas depois de convencer Willian a deixar ela maquiá-lo, vesti-lo com suas calcinhas na hora da transa e até praticar o ‘fio-terra’ com o cara, ela logo percebeu que o rapaz só podia ser gay. Insistiu tanto, até que um dia o namorado concordou em fazer a três com outro homem. Confabularam durante algum tempo e decidiram convidar Jonas, um amigo de Gaby, para a festa. A coisa deu tão certo, que os dois se apaixonaram e hoje moram em algum lugar na Califórnia. E saíram dois gays libertos pelo preço de um no currículo de Gabriela, como ela gosta de falar.
Não vou mentir. Durante um tempo, Gaby ficou tão obcecada com a causa, que chegou a tentar usar seus argumentos gays até mesmo comigo, logo comigo. Um papo torto que logo dispensei abruptamente. Se tem uma minoria que faço questão de participar, é a na do grupo de amigos dela.
Na semana passada encontrei com ela. Gabriela. Ainda é uma mulher atraente. Está muito bem fisicamente para quem já passou dos trinta anos. Aceitei seu convite para um café e sentei para ouvir o quanto ela estava feliz com sua nova promoção na empresa que trabalhava. Disse que era uma mulher independente, bem sucedida e apaixonada pela vida. Continua frequentando as melhores baladas eletrônicas e acaba de voltar do Estados Unidos onde foi madrinha de casamento de um casal de amigos gays e teve a oportunidade de ir à numa festa Rave eletrônica LGBT onde tocaram os melhores DJs do mundo.
Ela tentou prorrogar a conversa e marcar um novo encontro, mas expliquei que no momento estava comprometido, e que não seria legal manter esse tipo de contato. Quando foi convencida de que não rolaria nada entre a gente, Gabriela se abriu. Confessou que estava sozinha já fazia um bom tempo e estava beirando o desespero. Suas noites de balada sempre acabavam com ela bêbada em casa, vendo filme pornô com o tablet em uma mão e usando o vibrador com a outra. Lamentava que todos a sua volta fossem gays, os que não eram ela havia transformado em gays, e estava ficando cada vez mais difícil encontrar alguém ‘hetero’ pra se relacionar.

Eu não sei se ela percebia a ironia do que estava falando, mas para não prolongar o assunto, preferi não me manifestar. Depois de uns 40 minutos, olhei para a hora no meu celular e fingi estar atrasado para algum compromisso que não existia. Trocamos contatos das redes sociais por educação, mesmo sabendo que não usaríamos, e cada um seguiu o seu caminho. Eu fui para casa, e Gabriela estava saindo do trabalho e só ia passar em casa rapidinho para tomar um banho e partir para viajar com um grupo de amigos que são Drag Queens e vão fazer um super show em Campinas, que ela diz que não perde por nada nesse mundo. Quem sabe lá, ela não encontra um bom partido desta vez.

Veja Também:
-A Atoladinha do Metrô

COMENTÁRIOS




OBS. O campo de e-mail é de preenchimento obrigatórios, mas uma vez preenchidos não será mostrado na mensagem. Já o campo de nome é obrigatório, mas pode ser preenchido com um pseudônimo.

5 Pessoas já Comentaram

  1. air max disse:

    I just wanted to make a word so as to express gratitude to you for these wonderful techniques you are giving out here. My time consuming internet look up has at the end been compensated with incredibly good information to exchange with my relatives. I ‘d tell you that we readers actually are rather endowed to dwell in a great site with so many marvellous professionals with helpful tricks. I feel pretty grateful to have used the web pages and look forward to plenty of more excellent moments reading here. Thank you again for everything.

  2. I wish to express my affection for your kind-heartedness in support of men and women that really need help on this subject matter. Your special dedication to getting the solution all around appeared to be particularly invaluable and has really helped associates much like me to arrive at their endeavors. Your own warm and helpful facts signifies this much to me and somewhat more to my colleagues. Thanks a lot; from each one of us.

  3. nfl jerseys disse:

    I wish to express some appreciation to you for bailing me out of this particular predicament. Just after looking out throughout the the web and coming across advice which are not productive, I thought my life was well over. Living without the presence of strategies to the difficulties you have sorted out by means of your entire article is a crucial case, as well as the kind which might have adversely damaged my entire career if I hadn’t encountered your blog post. The knowledge and kindness in playing with every part was invaluable. I am not sure what I would’ve done if I had not come upon such a step like this. I can also at this time relish my future. Thanks for your time very much for the specialized and result oriented help. I won’t think twice to refer your blog post to any individual who will need counselling about this situation.

  4. bape hoodie disse:

    I am only writing to let you understand of the fabulous discovery our girl enjoyed reading through the blog. She figured out plenty of pieces, which included what it is like to possess a very effective giving heart to let many others with ease know specified complicated issues. You undoubtedly did more than people’s expected results. I appreciate you for delivering the powerful, healthy, educational not to mention cool tips about your topic to Evelyn.

  5. yeezys disse:

    I needed to post you this bit of observation to thank you so much as before over the nice solutions you’ve featured on this website. It’s quite seriously open-handed with people like you to deliver unhampered precisely what a few individuals could possibly have supplied as an e-book in order to make some dough for their own end, certainly since you could have tried it if you decided. The principles in addition served to provide a fantastic way to comprehend other individuals have a similar dream the same as my very own to learn a little more on the topic of this condition. I know there are lots of more pleasant instances ahead for individuals that start reading your blog post.